Mídia

Fique por dentro das novidades do HACKATRUCK bem como da área de Tecnologia da Informação!

15/Mar Projeto HackaTruck estimula estudantes na projeção de 15 aplicativos para sistema iOS


Fonte: www.sergipetec.org.br

É inquestionável: os aplicativos têm facilitado bastante e em vários aspectos o dia-a-dia das pessoas, seja no quesito saúde, educação, economia, segurança, cultura ou esporte. Pensando nisso, 58 estudantes de Instituições de Ensino Superior de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) idealizaram 15 aplicativos no curso de Programação Swift para Plataforma iOS (sistema operacional da Apple), realizado pelo Projeto HackaTruck, durante sua estadia em Sergipe. O Projeto consiste em expor e discutir com os participantes sobre as novidades, benefícios, gerenciamento de projetos e desafios ligados a este campo de atuação.

Leonardo de Jesus Silva é estudante de Sistemas de Informação na UFS. Durante a capacitação, ele, que já tinha a ideia do aplicativo bem planejada, juntou-se com mais dois colegas, que auxiliaram-no pensar em mais recursos benéficos para o produto. 

“A ideia do Doe Vida surgiu quando vi amigos precisando de sangue e questionando sobre como funciona o processo de doação. Eu já tinha tudo bem encaminhado e, na capacitação, convidei mais dois colegas para compormos uma equipe, que aceitaram prontamente. Pretendo colocar a ideia para frente com outro amigo de curso, Artur Santos, por meio do auxílio do SergipeTec, para que o Parque possa nos auxiliar no meio de campo com o Hemose [ Centro de Hemoterapia de Sergipe] e com outras instituições parceiras, e, desta forma, quem sabe, poder dar início à uma StartUp. Um dos pontos mais interessantes que aprendo em projetos de extensão como o HackaTruck é que, através da tecnologia, podemos mudar - aos poucos - o mundo ao nosso redor, se assim desejarmos. Meu maior desejo é ajudar a solucionar os problemas da sociedade e colaborar para uma questão importante que é doação de sangue”, afirma Leonardo. 

Em relação ao fomento de capacitação e de empreendedorismo tecnológico, Carla Almeida, gestora de TecnoIogia da Informação (TI) do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), explica como o Parque pode auxiliar na elaboração de projetos, realização de ações e na formação de parcerias. “O SergipeTec tem como papel fazer essa integração entre a academia [escolas, universidades e centros de pesquisa] e as empresas; e também promover ações como esta, de geração de conhecimento, de formação de capital humano, de qualificação e integração profissional, com o intuito de, após cursos como este [de desenvolvimento de aplicativos], os participantes possam incubar os projetos e, desta forma, os aplicativos possam gerar negócio e, em um futuro breve, gerar novas empresas”, destaca Carla.

O professor do Departamento de Computação (Dcomp) da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e coordenador da comissão organizadora local do Projeto HackTruck, Hendrik Teixeira Macedo, explica onde está a inovação na proposta do Projeto HackaTruck, no que refere-se ao aspecto ensino-aprendizagem. “Esse tipo de iniciativa é uma oportunidade fantástica para que o aluno tenha um modelo diferenciado: com possibilidade de trabalhar em equipe, de forma colaborativa, conceito de sala-de-aula invertido [no qual o aluno traz o problema e ele mesmo pensa na solução] e ele tem esse período todo de capacitação para pensar em como transformar isso em um produto”, ressalta.

Doe Vida

Sobre o aplicativo, Leonardo explica como ele irá funcionar. "A pessoa vai se cadastrar e ver o nível de sangue dos bancos de doação, como o Hemose, informando, por exemplo, quando o sangue A+ tiver baixo. Consequentemente, o app irá avisar para todos os cadastrados no sistema quais (tipos de sangue) podem doar para determinado tipo sanguíneo que o banco precisa naquele momento. Outra funcionalidade do aplicativo é mostrar a relação do seu tipo sanguíneo com os outros, os tipos que você é doador e os tipos de sangue que você é receptor”.

Outras informações a serem disponibilizadas no aplicativo são: controle da periodicidade de doação (uma vez doado sangue, ele vai lhe lembrar quando você está apto, novamente, para doação); e informações sobre o que é preciso para doar: a pessoa poderá cadastrar pedidos de doação, pois tem sempre alguém próximo a nós precisando de doadores (no aplicativo, a pessoa cadastra o cidadão que precisa, informando seu tipo sanguíneo e de quantas pessoas ela precisa  - configura em quantidade de bolsas de sangue) e o aplicativo encarrega-se de mostrar em uma lista todos os pedidos.

“Além de auxiliar as pessoas, o grande diferencial do aplicativo, quando se fala em doação de sangue, é que, ao doar, a pessoa receberia uma porcentagem de desconto, sendo o máximo 10%. Por exemplo, um homem pode doar ao ano quatro vezes, ou seja, a cada doação, ele ganharia 2,5% de desconto. No entanto, a mulher receberia 3,334, pois, devido ao ciclo menstrual, ela só pode doar três vezes ao ano. Ao término do ano, ele ou ela teria 10% desconto em uma loja parceira do aplicativo, logicamente, não sendo acumulativo. Por exemplo, se, no decorrer do tempo, completar um ano e a pessoa não doar sangue, a porcentagem zera. Com isso, a ideia é fazer empresas parceiras ajudar no incentivo à doação de sangue e ajudar a mesma em sua publicidade”, reforça Leonardo.

HackaTruck em Sergipe 

Em nível nacional, o 'HackaTruck' é patrocinado pela IBM Brasil e Flex, em colaboração com a Apple, e executado pelo Instituto de Pesquisas Eldorado. Em Sergipe, o evento tem o apoio do SergipeTec e da UFS, e o patrocínio da Associação dos Gestores de Tecnologia da Informação do Estado de Sergipe (CIO-SE). 

Aplicativos fruto do HackaTruck:

1. HacKids: App para ensinar Crianças e incentivar a colocá-los na área da computação: 

2. Doe-SE: App de catálogo de produtos a serem doados;

3. AlugueAí: App para divulgar vagas de casas e apartamentos próximo a universidade, para universitários;

4. ARTiOS: App para divulgar eventos e divulgar vagas profissionais nos eventos (nele, a própria pessoa poderá criar o seu cartão de visita para divulgar seus serviços);

6. AmbiOS: App para auxiliar a conscientização das pessoas a respeito da importância da coleta seletiva do lixo (nele, será possível visualizar os pontos de coleta de Aracaju);

7. Doe Vida: App para incentivar a doação de sangue, conectando os pontos de doação aos doadores (formas de incentivo: ganhar descontos em empresas associadas ao app por doação de sangue feita);

8. Bichos do Campus: App para auxiliar o projeto Bichos do Campus (nele, os participantes do projeto podem gerenciar as áreas de alimentação dos animais no campus e visualizar alertas que usuários comuns podem postar);

9. InSight: App para auxiliar deficientes visuais, mapeando os locais com os iBeacon e dando alertas quando o usuário estiver próximo desses dispositivos, como a direção para onde ir ou onde ele está naquele momento; 

10. CidaBem: App para que pessoas que possuem algo a ser doado possam encontrar instituições que estejam necessitando desses itens;

11. iDonate: App para unir pessoas que podem fazer doações e pessoas/instituições que necessitem de doações;

12. Bee's Knees: App tipo tinder, para pessoas encontrarem parceiros de negócios (após realizar o "match", fica liberado para o usuário participar do chat do grupo);

13. UÉ: App para que as pessoas possam encontrar locais próximos à ela, onde possa comprar o produto do qual necessitem;

14. Bora: App para realizar a divulgação de eventos em geral e notificar o usuário, caso ele tenha interesse em algum evento;

15. Mercador: App para unir o entregador, comprador e vendedor, juntando os pequenos comércios da região e promovendo a comercialização online dos produtos, possibilitando também uma maior visibilidade dos negócios.